Linha de Apoio: 800 50 60 66 das 9h00 às 19h00
Nossos Balcões Denúncias

Unicâmbio abriu 32 lojas na Alemanha e admite abrir mais.

2022-06-07 ECO
A empresa portuguesa Unicâmbio abriu 32 lojas na Alemanha, numa operação em parceria com a Western Union, e mais poderão ser abertas de futuro, disse à Lusa o fundador e administrador Carlos Lilaia.
 
Segundo Lilaia, a Unicâmbio foi convidada pela Western Union para abrir negócio fora de Portugal e escolheu a Alemanha, tendo aberto as 32 lojas entre outubro e novembro, aproveitando o elevado número de estrangeiros que aí trabalham.
 
“É um país de muita emigração e há a necessidade de fazer transferências de dinheiro para os países de origem. Além disso, acreditamos que a emigração vai crescer nos próximos anos, não só pela política migratória da Alemanha como pelo envelhecimento da população, que vai ter de substituir força de trabalho. É um país em que apostamos muito no negócio da transferência de dinheiro”, afirmou em declarações à Lusa.
 
O gestor disse ainda que, sendo a Unicâmbio especialista também em câmbios, tendo sido com esse negócio que surgiu, que esta é uma área em que a Western Union quer também apostar, pois não a explora muito na Alemanha.
 
A Unicâmbio – que na Alemanha opera com a insígnia Ucambio – tem 150 trabalhadores na Alemanha, pelo que no total a empresa tem agora 420 trabalhadores nos quatro países em que está presente. Além de Portugal e Alemanha, tem uma loja em Angola e duas em Marrocos (ambas no aeroporto de Casablanca).
 
Sobre novas aberturas na Alemanha, Carlos Lilaia admite que poderá haver, assim como ajustamentos na operação atual à medida que vão conhecendo melhor o mercado alemão. “Podemos abrir outras lojas em pontos em que se possam conjugar a atividade de transferências dinheiro com câmbios”, disse.
 
Em 2020, a Unicâmbios teve prejuízos de um milhão de euros, depois de em 2019 ter tido lucros de 2,4 milhões de euros. Este ano, o administrador prevê “fechar ano com resultado positiva de algumas centenas de milhares de euros”, sendo que o ano só melhorou a partir de junho e as restrições de dezembro penalizaram o negócio.
 
Já para 2022 as perspetivas são mais positivas, disse, desde logo porque as pessoas estão ávidas de viajar. A Ucambio, empresa alemã participada a 100% pela Unicâmbio, é licenciada pelo supervisor financeiro alemão (BaFin) e pelo banco central (Bundesbank).