Linha de Apoio: 800 50 60 66 das 9h00 às 19h00
Nossos Balcões

Crédito para pequenas obras: dê um novo ar à sua casa!

2021-06-29
Fazer obras em casa não tem de ser uma dor de cabeça. Neste artigo explicamos-lhe tudo. Conheça o crédito Pessoal da Unicâmbio/ BBVA!

Fazer obras em casa não tem de ser uma dor de cabeça. Quer sejam aquelas reparações inesperadas ou a remodelação de uma das divisões, este artigo vai ajudar a encontrar a melhor solução para executar o projeto.

Não deixe de dar uma nova decoração à sala, nem deixe de comprar aquela cozinha moderna e funcional porque o orçamento é curto. O crédito pessoal da Unicâmbio/ BBVA permite-lhe obter aquela quantia extra e conseguir o que tanto sonhou.

Antes de avançar, a Unicâmbio reuniu algumas dicas para que possa decidir de forma segura e consciente. Vamos a isso?

Cuidados a ter em conta na hora de avançar com um projeto em sua casa.


Fazer obras em casa não é a mesma coisa de comprar uma peça de roupa. Se não gostarmos da cor da camisa, ao fim de duas ou três semanas podemos sempre ‘esquecê-la’ no armário e resolvemos o problema. Pelo menos enquanto não voltar a ser ‘encontrada’…

Quando falamos de obras em casa, a situação é bem diferente e requer o mínimo de planeamento e, por vez, até recorrer a um crédito. Não podemos correr o risco de, ao fim de uns dias, pensar: ‘Onde é que eu estava com a cabeça, quando decidi colocar relva no chão da cozinha em vez de tijoleira!?’

Neste artigo não lhe vamos dar dicas sobre decoração. (Embora a ideia da relva… não, é melhor não!!). Vamos, sim, listar alguns pormenores que deve ter em conta antes de avançar para uma obra em casa, uma pequena remodelação ou o arranjo inesperado na canalização. Continue a ler, sem receios! Prometemos que não voltamos a sugerir a relva para a cozinha…

A importância de pedir mais do que um orçamento.


A sabedoria popular tem um ditado para todas as ocasiões e quase sempre está coberta de razão. Um deles é muito apropriado a quem quer fazer obras em casa: ‘No meio está a virtude’. E já vai perceber porquê.

A não ser alguém de extrema confiança, a quem já tenha recorrido noutras ocasiões, nunca deve decidir com base num só orçamento. Há que procurar, no mínimo, três ofertas. Porquê? Fácil. Se escolher a mais barata e a obra correr mal, não vai dar razão à sabedoria popular e pensar: ‘O barato às vezes sai caro’. Se tiver orçamento para a opção mais cara, não vai pensar: ‘Nem tudo o que reluz é ouro’.

Isto não quer dizer que a proposta mais barata não possa ser tão boa como a mais cara ou que o inverso não possa acontecer. O importante é comparar e procurar a solução que mais informação e segurança lhe transmitir. A obra e o orçamento são seus, mas com a Unicâmbio, através de um crédito de baixo valor, vai poder ter aquela verba extra e conseguir o espaço com que sempre sonhou.
 

Conhecer bem a empresa à qual vai adjudicar o serviço.


‘Conhecimento é poder’. Cá está a sabedoria popular, outra vez cheia de razão. Procurar conhecer bem as empresas a quem pediu o orçamento para executar a obra é fundamental para poder decidir em segurança, com o mínimo de riscos associados.

Peça informações sobre os projetos já executados, como fotografias do antes e do depois da obra. Procure saber se a empresa cumpre as obrigações legais e se tem viabilidade financeira. O pior que pode acontecer é ser obrigado a mudar a meio de uma obra, porque a empresa faliu ou desapareceu com o dinheiro.

Redes sociais e páginas de reclamações ou resolução de conflitos podem ajudar a perceber a reputação de determinadas empresas.

Defina o que quer e quando quer. Vá a lojas de bricolage e toque nos materiais, registe os preços, tire medidas. Desta forma vai ter uma melhor ideia se os orçamentos apresentados estão de acordo com o que já pesquisou.
 

Adjudicação e prazos: conte com alguns atrasos.


Mais uma vez, a sabedoria popular a mostrar o caminho. Conhece o ditado – ‘O seguro morreu de velho’? Pois é! Um orçamento bem feito, assinado por ambas as partes, tem a validade legal de um contrato. Por isso, mais vale prevenir do que remediar.

O orçamento deve conter o máximo de informação possível, mas há detalhes que não pode prescindir: nome e morada da empresa, validade do orçamento, o nome do cliente, despesas de deslocação, o preço total a pagar (com e sem IVA), as fases de execução e respetivos pagamentos, a discriminação detalhada dos materiais, da mão de obra e, muito importante, o prazo previsto para a execução da obra.

Mesmo tendo tudo escrito num documento válido, com cópias para ambas as partes, há sempre um ou outro imprevisto. Seja razoável e flexível. Quem nunca teve obras em casa é que pensa que os azares só acontecem aos outros.
 
                 

Quero fazer pequenas obras na minha casa, como funciona o crédito pessoal da Unicâmbio?


O crédito pessoal Unicâmbio é um empréstimo de crédito sem finalidade , com diversas utilizações possíveis. É o parceiro ideal das famílias, que necessitam daquele valor extra para o orçamento de uma obra ou remodelação de uma divisão.

Como pedir um crédito Unicâmbio.

Pedir um crédito pessoal Unicâmbio é muito fácil e rápido. Neste momento existem dezoito balcões onde o pode fazer. Se tem urgência no dinheiro, não precisa de se preocupar. Logo que apresente a documentação necessária, a decisão da proposta é imediata.

 

Quanto tempo posso ficar a pagar o crédito pessoal?

O Crédito Pessoal Unicâmbio/ BBVA é uma solução adaptável às necessidades dos nossos clientes. O prazo mínimo para liquidar o crédito é de 24 meses (2 anos), enquanto o máximo é de 60 meses (5 anos).


Como pode ver, o crédito pessoal da Unicâmbio/BBVA está ao seu lado nesta fase em que decidiu avançar com as obras em sua casa. Seja para remodelar uma ou mais divisões, fazer obras mais profundas ou, simplesmente, mudar a decoração, o crédito pessoal Unicâmbio é o seu aliado perfeito.

Siga as nossas dicas e avance já com o seu projeto.
Para mais informações sobre o nosso crédito pessoal, consulte o nosso guia passo a passo ‘Como fazer um crédito pessoal rápido e sem complicações’.