Linha de Apoio: 800 50 60 66 das 9h00 às 19h00
Nossos Balcões Denúncias

Black Friday: 10 Dicas para comprar em segurança

2021-10-25
Todos os anos assistimos à corrida às lojas na Black Friday. Siga as nossas dicas para fazer as suas compras de forma inteligente, sem cair em ‘armadilhas’.
Todos os anos assistimos à corrida às lojas na tão popular Black Friday. Este evento, que começou nos Estados Unidos da América e que é já uma tendência global, é a oportunidade ideal para fazer compras a valor reduzido. Se há ofertas mirabolantes que nos fazem querer remodelar todo o guarda-roupa e, quiçá, toda a casa, há também muitos esquemas aos quais se deve estar atento. Há muitas estratégias de marketing que o podem iludir. Neste artigo preparamos algumas dicas, para que possa fazer as suas compras de forma inteligente, sem se deixar cair em ‘armadilhas’ disfarçadas. Mas, antes, algumas curiosidades sobre este evento.

O que é a Black Friday?


A Black Friday nasceu nos EUA e decorre sempre a seguir ao feriado de ‘Ação de Graças’. Esta tradição americana consiste em baixas de preços nas principais lojas, que chegam aos 90% de desconto, durante a última sexta-feira de novembro. A iniciativa coincide com a inauguração das compras de Natal, pelo que é uma data muito aguardada por todos.  Nos últimos anos a tradição alargou-se a vários países e Portugal não foi exceção. Várias lojas aderem a esta iniciativa, com promoções que geram filas intermináveis nos principais espaços comerciais. Tecnologia, supermercados, roupa, cosméticos e muito mais. Quase nenhum setor fica indiferente a esta tendência.
 

Como fazer compras inteligentes na Black Friday?


Sabemos que, quando se ouve falar em descontos até 90%, qualquer pessoa fica alerta. Esta pode ser a oportunidade ideal para aquela compra de valor mais elevado que há muito tinha planeada. No entanto, há alguns passos que deve seguir para não se precipitar e cair em estratégias de venda que só lhe querem ir à carteira.
 

1. Faça uma lista do que realmente precisa e estabeleça um orçamento


Sabemos que as promoções nos levam, muitas vezes, a fazer compras por impulso. É por isso que recomendamos que faça uma lista daquilo que realmente precisa. Defina o valor máximo que pretende gastar nas suas compras de forma realista. Uma vez definido o valor, selecione os itens que pretende comprar e priorize. Se perceber que o budget não dá para tudo, estabeleça as suas prioridades, mediante os artigos que lhe fazem realmente falta.
 

2. Compare e anote os preços originais – antes das promoções

Há muitas lojas de confiança, mas há também as que se aproveitam destes momentos para tentar enganar o consumidor. Seja em baixas de preços que não são reais, seja ‘despachando’ artigos que estavam guardados de coleções anteriores e, de repente, aparecem como sendo da nova coleção. Depois de fazer a lista dos seus itens, veja os preços originais de cada um nas várias lojas em que se encontram disponíveis. Faça isto antes da Black Friday iniciar. Assim, quando começarem os descontos, poderá comparar e perceber se efetivamente o desconto é real.  Não se admire se vir produtos anunciados com 70% de desconto, quando o preço em Black Friday é, na realidade, idêntico ao que estava antes. Claro que só saberá isto se fizer uma pesquisa prévia.
 

3. Avalie se é uma boa compra: evite aquisições por impulso na Black Friday


É importante avaliar sempre o uso que vai dar aos itens que pretende comprar. Muitas vezes as compras por impulso levam-nos a adquirir produtos que depois acabam arrumados numa gaveta. Avalie o impacto dos artigos que deseja adquirir na sua rotina. Há uma grande diferença entre comprar uma máquina de café que vai usar todos os dias e uma liquidificadora que só vai usar uma vez por mês (basta pensar no tempo que se demora a limpar). Se perceber que o benefício do produto na sua vida não é significativo, então não o adquira só por estar em promoção.
 

4. Verifique a qualidade dos produtos: às vezes o barato sai caro


Este é um aspeto muito importante. Seja um produto tecnológico ou uma peça de roupa, dê sempre primazia à qualidade. Caso contrário, ainda que o investimento seja baixo, pode não lhe compensar a longo prazo.
 

5. Conheça bem as políticas de troca e devolução


Há muitas lojas que modificam a sua política de trocas e devoluções durante este período. Embora, para todos os efeitos, o consumidor tenha sempre o direito ao arrependimento, que explicaremos mais à frente neste artigo, uma consulta prévia às políticas de cada loja pode ajudá-lo a poupar tempo, dinheiro e dores de cabeça.
 

6. Guarde sempre o comprovativo de compra ou encomenda na Black Friday


No impulso do momento, nem sempre nos lembramos de guardar os talões de compra. Seja para efeitos de garantia ou para trocas e devoluções, guarde sempre tudo de forma a estar prevenido. Prepare um envelope ou uma pasta e, a cada compra, guarde o talão. Deixe-os todos juntos num local onde não se esqueça. 😊 No caso das compras online, embora a maioria das lojas envie tudo por e-mail, não perde nada em fazer um ScreenShot ao ecrã do seu telemóvel no momento em que a compra for confirmada. Desta forma, terá sempre um comprovativo, bem como o número da encomenda.
 

7. Verifique se o site é confiável: evite surpresas e problemas


Se for efetuar as suas compras online, verifique sempre o site para perceber se é de confiança. Faça uma pesquisa para analisar as opiniões de outros utilizadores e fuja se perceber que as críticas negativas são muitas. Confirme se as fotografias do produto, partilhadas por quem já o adquiriu, correspondem ao que vê nas fotografias do site e esteja atento a pormenores. Leia todas as informações e desconfie de promoções demasiado boas. Nunca se esqueça que “quando a esmola é muita, o Santo desconfia”.
 

8. Tenha cuidado ao inserir dados online


Quando se trata de compras pela Internet, todo o processo é feito online, inclusive o pagamento. Tendo em conta que, para efetuar a compra, tem de inserir os seus dados fiscais, morada e cartão de crédito, é importante que só efetue transações em sites que confia e lhe dão segurança no processo de pagamento.
 

9. Informe-se dos seus direitos: todos nos podemos arrepender 


Há muitas pessoas que efetuam compras online e recebem produtos que não vão ao encontro das suas expectativas. Como nem sempre as informações sobre trocas e devoluções são claras, acabamos por ficar com produtos arrumados em casa que nunca vamos utilizar.
Mas saiba que, enquanto consumidor, está protegido. A Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução esclarece esta questão: “nas vendas à distância e fora do estabelecimento comercial beneficiamos, por força da Lei, da possibilidade de nos arrependermos e devolver o produto adquirido. Este direito surge pela necessidade de proteger o elo mais fraco da relação, o consumidor, ao mesmo tempo que lhe permite refletir sobre a compra de um produto com o qual não teve um contacto prévio, equilibrando a balança da relação contratual de consumo.” Ou seja, se pretender trocar ou devolver um artigo que comprou e se arrependeu, não precisa sequer de se justificar. Dispõe de 14 dias para comunicar a sua intenção ao vendedor, de preferência por carta registada. Pode consultar informações sobre este direito aqui.
 

10. Na Black Friday não se endivide nem ataque as poupanças

 
Seguidos todos estes passos, é hora de avançar. Sabemos que a Black Friday é, efetivamente, uma boa altura para realizar compras importantes com um orçamento mais baixo. Se, por algum motivo, precisa de comprar algo de valor mais elevado e não quer mexer nas suas poupanças, a Unicâmbio dispõe de um serviço de crédito pessoal à sua medida. Trata-se de um processo simples e rápido, que lhe permite aceder a um orçamento extra sem comprometer as suas economias. Para saber tudo sobre o nosso serviço de crédito pessoal, consulte o artigo ‘Como fazer um crédito pessoal rápido e sem complicações’.

 

Aproveite a Black Friday para adiantar as suas compras de Natal


Este ano a Black Friday decorre a 26 de novembro. Comece já a fazer a sua lista, avaliar produtos e priorize. Aproveite as promoções para adiantar já algumas compras de Natal e fique a ganhar duas vezes: no preço e no tempo perdido em lojas. De certeza que não precisamos de o lembrar das filas que todos os anos se formam à entrada dos espaços comerciais, nas semanas que antecedem o Natal. Boas compras!